Skip to main content
Search
Como aliviar os espirros

Title

Saiba como controlar e aliviar os seus espirros

Quando estamos em lugares fechados, como aviões, cinemas ou numa sala de aula, espirrar pode ser incómodo e barulhento. Por vezes tentamos prender o nariz para evitar que o espirro aconteça, mas ele é natural e significa que há algum elemento estranho a irritar a mucosa nasal.

Espirros são um mecanismo de defesa natural do nosso nariz e fazem parte de uma reação conjunta entre o cerébro e o corpo. Trata-se de uma resposta involuntária do nosso organismo e, portanto, temos dificuldade em evitar que aconteçam. Entretanto, o que podemos fazer é entender as suas causas e como os aliviar.

O que causa os espirros constantes?

São diversas as causas do espirro. A mais associada entre todas são as alergias. Quando poeiras, pólen ou vírus entram no nariz ocorre a reação de irritação e o espirro ocorre. Existem também outros fatores como pelos de animais, ar frio, exposição à luz forte, ao fumo e ao ambiente muito poluído.

Sabia que...

O espirro normalmente inicia-se com a libertação de compostos químicos como a histamina. As histaminas iniciam o processo que expulsa alergénios do seu corpo ou da sua pele e fazem parte do sistema de defesa do seu corpo. Os anti-histamínicos, tanto na forma oral como nasal, são boas opções de tratamento para espirros e corrimento nasal causados pela rinite alérgica porque atuam contra a histamina.

Para quem sofre com espirros e outros sintomas, é sempre importante saber como os pode aliviar. Desta maneira, reunimos algumas recomendações que podem ajudar a identificar o que causa os espirros e como os prevenir.

Recomendações para ajudar a aliviar o espirro

Cuidados na primavera

A chegada da primavera significa que teremos uma quantidade de pólen espalhado no ar que pode causar sintomas alérgicos, como os espirros. O nosso organismo entende o pólen como um corpo invasor e produz anticorpos que libertam histamina, o que desencadeia não só os espirros, mas também congestão nasal, tosse e outros sinais. Nesta época é recomendável evitar realizar atividades ao ar livre, como por exemplo a prática de desporto nos parques, e manter janelas fechadas nos carros e na casa.

Antes de dormir, tome um duche

O duche à noite, antes de se deitar, pode ser eficaz para eliminar possíveis alergénios como o pólen, que estejam presentes na pele e cabelo e que podem causar os espirros. Se ainda não tem o hábito do banho à noite, saiba que pode ser um bom aliado.

Hidrate-se

Beber água pode ajudar a aliviar a irritação pois age como um hidratante no corpo, incluindo as mucosas do nariz. Desta forma, ao ingerir água estamos a purificar a garganta.

Tome vitamina C

A vitamina C tem propriedades antioxidantes e anti-histamínicas e atua no sistema como imunizante do organismo, tornando-nos mais fortes contra constipações.

Limpe o nariz e também a casa

Manter uma boa higiene das fossas nasais, limpando-as regularmente, ajuda a controlar irritantes que causam os espirros e corrimento nasal.

Mas limpar apenas o nariz não é suficiente se o ambiente em que vive não é adequado. Por isso recomendamos:

  • Evitar utilizar produtos com cheiros fortes na limpeza da casa, perfumes e outras fragrâncias
  • Tire os sapatos antes de entrar em casa
  • Evitar utilizar tapetes, peluches e outras coisas que acumulem pó
  • Lavar e trocar regularmente lençóis e almofadas, que acumulam ácaros com o tempo

Espirros são sinais de constipação?

A resposta para esta pergunta pode ser sim. Apesar das alergias serem mais comuns, é importante saber diferenciá-las da constipação. A infeção vírica (causada por vírus) do trato respiratório superior causa diversos sintomas do que entendemos como constipação. Os conhecidos espirros, tosse, mucosidade, rouquidão, obstrução nasal (nariz entupido), corrimento nasal, dores de garganta e outros sinais e sintomas.

Na maioria das vezes, o que temos são as constipações inofensivas causadas por diversos fatores como a mudança das temperaturas, mas é importante ficarmos atentos ao nosso corpo. Se espirros e outros sintomas continuarem apesar de tratamentos comuns para a constipação, recomendamos que consulte um médico.

PT-CPE-2200001