Skip to main content
Search
pingo no nariz

Title

Como travar o pingo no nariz?

Revisado e aprovado por: Ana Sofia São Simão Horta - Departamento Médico

É muito provável que já tenha tido corrimento nasal em alguns períodos da sua vida e que conheça, por isso, a desconfortável sensação do nariz a pingar. Talvez guarde sem saudade a recordação desses tempos, em que se fazia acompanhar de inúmeros lenços para todo o lado para se poder assoar regularmente. Não é uma realidade desejável, mas continua a ser comum e frequente, podendo ocorrer em qualquer época do ano.

É importante compreender e valorizar o pingo no nariz, pois ele não surge por acaso. Regra geral, resulta da incapacidade temporária da cavidade nasal em reter todo o muco produzido , nos momentos em que a produção deste aumenta. Tendo em conta que o muco serve para proteger as vias respiratórias de eventuais agentes agressores provenientes do exterior, o que importa descodificar é o que leva ao aumento da sua produção, podendo resultar do simples contacto direto com temperaturas baixas ou pode ser um alerta de doenças.

Por detrás do pingo constante no nariz estão doenças e substâncias capazes de causar irritação ou inflamação da mucosa nasal. Entre as causas mais comuns, figuram infeções e alergias, como constipações, rinite ou sinusite. Conheça-as um pouco melhor:

Constipação

É uma infeção nas vias respiratórias superiores, causada por um vírus, que se transmite através das secreções respiratórias das pessoas infetadas (tosse, espirros, contacto direto). O pingo no nariz está entre os sintomas mais comuns da constipação, sendo que os olhos lacrimejantes, congestão nasal e dor de garganta também são sinais e sintomas deste tipo de infeção.

Rinite alérgica

alergia o resfriado

É uma doença inflamatória que resulta de uma reação do sistema imunológico à exposição da mucosa nasal a alguns agentes alergénicos - os mais comuns são ácaros do pó, pólenes, pelos de animais e fungos. Pingo no nariz e espirros são dois sinais da rinite alérgica, tal como a comichão e a congestão nasal.

Sinusite

É uma inflamação da membrana mucosa que reveste os seios perinasais, que deriva de uma infeção causada por um vírus ou bactéria. É uma doença comum, que interfere na qualidade de vida de quem dela padece. O corrimento nasal é, tal como nos casos anteriores, um dos sintomas desta patologia, que se manifesta, também, através da congestão nasal, dores de cabeça e faciais, tosse e redução do olfato.

Travar o pingo no nariz

Porque ter o nariz a pingar incomoda qualquer um, é do interesse geral saber o que fazer para travar este sintoma comum a constipações e algumas alergias, como vimos anteriormente. Afinal, trata-se de um desconforto bastante frequente entre a população.

Existem algumas coisas que pode fazer em casa para ajudar a aliviar a rinorreia (corrimento nasal), para que possa voltar a viver o seu dia a dia mais confortavelmente. Seguem-se três sugestões:

Assoe o nariz

Uma maneira simples de mitigar o corrimento nasal é assoar-se sempre que se revele necessário. É importante que tenha lenços de papel suaves à mão para realizar a limpeza dos fluidos do nariz, de forma a evitar a irritação da pele.

Inale vapores

Tome um banho bem quente, daqueles que ‘inundam’ a casa de banho de vapores. Vai ajudar no descongestionamento nasal, e, por conseguinte, a eliminar o pingo no nariz.

Ingira líquidos

A hidratação é muito importante nesta fase, pois irá tornar o muco mais fluido ajudando assim à drenagem das secreções. Deverá ingerir-se àgua e chás e evitar bebidas com cafeína ou alcoólicas.