Skip to main content
Search
Conoce el por qué de los resfriados frecuentes

Title

Conheça o porquê das constipações frequentes

Revisado e aprovado por: Ana Sofia São Simão Horta - Departamento Médico

Frequência das constipações

As constipações frequentes supõem um problema claro para muitas pessoas. De facto, acabam por afetar as nossas rotinas diárias pois, por exemplo, representam um dos maiores motivos para faltar ao trabalho. A seguir, vamos tentar esclarecer uma das doenças mais comuns a que somos expostos.

Afirmamos que estas constipações são frequentes, não só porque as podemos observar em diversas pessoas do nosso círculo de relações, mas também devido à quantidade de vezes que uma mesma pessoa pode ter a doença durante o ano, sobretudo, nas estações do outono e do inverno, que são as mais propícias para apanhar uma constipação.

Em primeiro lugar, temos que recordar que uma constipação é uma infeção das vias respiratórias superiores,resultado do contágio de um vírus. Por outro lado, já sabe que a transmissão das constipações ocorre com muita facilidade, o que explica a frequência com a qual as apanhamos.

alergia o resfriado

Esta relativa facilidade de trasmissão prende-se com o facto de os meios principais pelos quais ocorre o contágio serem a via aérea e o contacto físico. É muito frequente ocorrer contágio através da inalação das minúsculas gotículas em suspensão, que contêm o vírus, e que se expandem pelo ar após uma pessoa perto de si ter espirrado. Também pode acontecer o mesmo por estar perto de uma pessoa constipada que esteja, simplesmente, a conversar. Nunca deverá descartar a hipótese de contraido a doença através do contacto físico. Tenha em conta que poderá entrar em contacto com as partículas do vírus quando, por exemplo, toca num lenço ou na maçaneta de uma porta onde antes estiveram as mãos de uma pessoa infetada. Seguindo este raciocínio, torna-se evidente que possa contrair esta doença ao apertar a mão de outra pessoa.

Outro fator que deverá valorizar e tomar as devidas precauções - uma pessoa infetada poderá contagiá-lo nos dois ou três primeiros dias após ter contraído a doença. Mais ou menos, esse seria o tempo que demoraria a sentir os sintomas da constipação. Os sintomas poderão demorar até uma semana a aparecer, mesmo que já tenha contraído a doença.

Em todas as constipações comuns, irá passar por quatro fases..

  • A primeira é a de incubação e dura entre três dias a semana.
  • A seguinte caracteriza-se pelas dores musculares e uma sensação de mal esta geral e prolonga-se por um ou dois dias.
  • O quadro clínico característico posterior (congestão, dor de cabeça, febre, etc.) estende-se por mais três a cinco dias.
  • Por último, chega a cura, pois voltará - salvo não melhore e apanhe outra infeção mais forte (sinusite, pneumonia...) - a respirar com normalidade e a sentir-se bem.

De forma resumida, estas são as causas que fazem com que padeça de constipações frequentes.