Skip to main content
Search
mujer tomando paracetamol

Title

É ACERTADO TOMAR PARACETAMOL PARA A CONSTIPAÇÃO?

Revisado e aprovado por: Ana Sofia São Simão Horta - Departamento Médico

Paracetamol e constipação são dois termos que nos dias que correm estão inevitavelmente juntos.

Quando sentimos mal-estar por culpa de uma constipação, é um dos primeiros medicamentos que nos vem à cabeça tomar, e com toda a razão. Vejamos porquê.

Aprenda a identificar uma constipação

Antes de continuar, vale a pena explicar o que é uma constipação e quais são os sintomas habituais. Assim, acertaremos sempre na escolha do melhor medicamento para alívio dos sintomas.

Uma constipação é uma infeção viral aguda que afeta o trato respiratório, provocando a inflamação das vias respiratórias superiores, como é o caso da cavidade nasal e laringe. Tem um período de incubação de um a três dias e desaparece no espaço de quatro a dez dias.

Entre os sintomas da constipação, observa-se principalmente os espirros, como primeiro sintoma. Posteriormente, os espirros são acompanhados de rinorreia aquosa abundante e fluida, congestão nasal, comichão na garganta, possível febre ligeira e mal-estar geral.

alergia o resfriado

Paracetamol para a constipação

Verificados os sintomas, é fácil destacar que o paracetamol é uma excelente solução para a constipação. É um princípio ativo que pertence ao grupo dos antipiréticos e analgésicos, que atua mediante a inibição da enzima ciclo-oxigenase ao nível do sistema nervoso central, que produz substâncias pró-inflamatórias, como as prostaglandinas, e coagulantes, como os tromboxanos. Mas, para que seja mais evidente o efeito de tomar paracetamol na constipação, convém esclarecer que é uma excelente opção para aliviar a dor de garganta, a dor de cabeça e o mal-estar geral, graças ao seu efeito analgésico. Também ajuda a baixar a febre devido à sua capacidade antipirética. Outro ponto a favor deste medicamento é a baixa incidência de possíveis reações adversas. Diminui a dor muscular e generalizada sem provocar distúrbios gastrointestinais, hemorragias digestivas ou outras que possam ser causadas pela toma de outro tipo de medicamentos, como os designados por anti-inflamatórios não esteróides ou AINE (por exemplo: o ibuprofeno).

Assim sendo, em comparação com outras opções de analgesia, combater os sintomas da constipação, combater os sintomas da constipação com o paracetamol é uma das opções que menos efeitos adversos pode causar.

De facto, o efeito deste princípio ativo não é apenas benéfico para diminuir as dores associadas à constipação, como também é eficaz nos processos gripais, pelo que é recomendável o seu diagnóstico.

Não abuse do paracetamol quando estiver constipado

No entanto, não se deve abusar do paracetamol para tratar uma constipação. Segundo Philip Conaghan, professor do Instituto de Medicina Reumática e Musculoesquelética de Leeds (Leeds Institute of Rheumatic and Musculoskeletal Medicine), e após investigar oito estudos com o historial de quase 600 000 pacientes, o consumo máximo diário aconselhado deste princípio ativo não deverá ultrapassar os 4 gramas.

Tendo em conta tudo isto, é lógico optar-se por um medicamento específico para os sintomas da constipação que, para além de proporcionar uma dose adequada de paracetamol, inclua outros compostos que, em conjunto, combatam eficazmente os sintomas da constipação.

Em suma, tomar paracetamol para combater os sintomas da constipação é uma excelente ideia. Abusar, como tudo na vida, é que não. O bom senso e a prudência serão sempre o nosso guia.

Conheça mais sobre os nossos medicamentos e os seus princípios ativos